Unigran Capital

Na dúvida se você tem um perfil empreendedor? Confira este post

Se você quer fazer faculdade porque sonha em abrir o próprio negócio talvez tenha um perfil empreendedor. Muitos jovens não se enxergam trabalhando como funcionários, mas sim conduzindo uma empresa.

São vários cursos de graduação que vão permitir a você ter um negócio próprio. A área da Administração é a mais clássica na formação desse profissional, mas nada impede que você faça, por exemplo, Educação Física e tenha sua própria academia.

Quer saber se você tem o perfil certo para abrir uma empresa? Acompanhe nosso post e veja algumas características de quem é empreendedor!

Liderança

A primeira habilidade de um perfil empreendedor é, sem dúvida, a liderança. Mas esqueça aquela ideia do “chefe mandão”, que acredita que os funcionários só estão ali para servir e aceitar ordens. Atualmente, os bons gestores são aqueles que sabem valorizar o trabalho de cada um do seu time.

Liderar é ter a capacidade de tomar a frente de projetos, gerenciar pessoas e delegar tarefas. O líder é aquele que inspira e motiva a equipe e consegue fazer todos terem o melhor desempenho em busca de um objetivo comum.

São pessoas que exercem grande influência sobre as outras, ou seja, têm um grande poder de persuasão — o que pode ser bem interessante na relação com funcionários, clientes ou fornecedores. Os líderes também são profissionais corajosos e bastante perseverantes.

Autoconfiança

Para tirar uma ideia do papel e abrir o próprio negócio, a autoconfiança é imprescindível. Você deve estar seguro das suas decisões, acreditar no seu potencial e não ter dúvidas na hora de colocar o seu plano em ação.

Essa competência é importante também para influenciar de forma positiva toda a equipe — principalmente nos momentos mais difíceis.

Proatividade

Se você é daqueles que, em vez de esperar os outros desempenharem uma tarefa, já sai na frente, executando o que precisa ser feito, pode ter certeza de que tem um perfil empreendedor.

A proatividade é a marca daquelas pessoas que não cruzam os braços, ou seja, estão sempre em alerta e prontas para agir. Além disso, sabem antecipar situações, otimizar os processos e tomar decisões rápidas quando é preciso.

O empreendedor está sempre a postos para realizar o que for preciso para o sucesso da sua empresa — seja antes ou bem depois do expediente. Isso porque “enrolação” e “preguiça” são palavras que não existem no vocabulário desse tipo de profissional.

Estar aberto a novos aprendizados mesmo depois da faculdade, com a realização de uma pós-graduação, também é uma maneira de ser proativo, pois você está se preparando para o mercado.

Visão analítica

O perfil empreendedor é aquele que consegue ter uma visão analítica do seu segmento, da concorrência, do mercado como um todo e tendências de sua área para conseguir adotar as melhores estratégias para ter sucesso.

É a pessoa que sabe interpretar dados e avaliar os resultados. Desse modo, ela consegue entender, por exemplo, por que, em determinado período, houve uma queda ou aumento das vendas.

Essa capacidade é importante na hora de resolver problemas e, também, de enxergar as oportunidades que podem surgir para o crescimento da empresa.

Flexibilidade

O empreendedor deve estar pronto para saber mudar sua estratégia sempre que for necessário. Novas tecnologias, oscilações de mercado e até a mudança no comportamento do consumidor podem influenciar um negócio.

Mas somente profissionais flexíveis vão conseguir se adequar aos dias difíceis e também aos novos tempos. Pode ser preciso fazer uma modificação no seu produto, serviço ou até mesmo na sua equipe.

Assim, para ter o próprio negócio, é importante estar preparado para diferentes cenários para não perder espaço no mercado.

Comunicação

Quem pretende empreender precisa ter a habilidade de comunicação. Uma empresa é feita por pessoas, por isso, para que tudo caminhe normalmente, você precisa ter um contato próximo com sua equipe.

Dessa forma, é importante saber transmitir a missão e valores da empresa e o que você espera do trabalho de cada funcionário. Estar aberto para mediar conflitos, ouvir dificuldades e até novas ideias é fundamental.

A comunicação também é essencial na hora de fazer negócios — seja com clientes ou fornecedores.

Criatividade

A criatividade faz parte do perfil empreendedor antes mesmo de ele abrir a empresa. Ela aparece quando ele tem uma ideia diferente para lançar no mercado. São pessoas que “pensam fora da caixinha” e, assim, conseguem enxergar um nicho que ainda não foi explorado.

Essa capacidade também é importante no dia a dia do empresário, pois, muitas vezes, é preciso pensar em soluções diferenciadas para conseguir sair na frente da concorrência, por exemplo.

O empreendedor é aquele que também sabe valorizar seus profissionais mais criativos e enxergam neles um grande talento para o crescimento da empresa.

Resiliência

Muita gente tem a ilusão de que ter uma empresa própria é muito mais tranquilo do que ser funcionário, pois você tem liberdade de horários, toma as decisões sozinho e não tem um patrão “pegando no seu pé”.

Mas é aí que você se engana — a vida de empreendedor não é nada fácil. É uma rotina corrida e estressante, por isso não é qualquer um que tem esse perfil.

Mas, para sair ileso das situações mais caóticas, só tem uma saída: ser resiliente. Você já ouviu falar desse termo?

A resiliência é bastante valorizada hoje, pois é a habilidade de saber enfrentar as situações mais difíceis sem se abater. É conseguir ter um autocontrole, entender que os desafios fazem parte do trabalho e que nem todos os dias serão de vitória.

Profissionais resilientes são os que conseguem superar momentos de crise e sabem como enxergar essas situações como uma oportunidade de aprendizado.

É claro que ninguém precisa ter essa capacidade nata — você pode, com as dificuldades pessoais e profissionais, desenvolvê-la, o que será de grande valia para a condução dos negócios.

E aí? Você tem um perfil empreendedor? Você pode buscar um curso superior que se encaixe nos seus sonhos de ter uma empresa e, assim, começar a planejar o seu negócio ainda na faculdade.

Gostou do nosso post? Então, aproveite e compartilhe essas ideias com seus amigos nas redes sociais para que eles também saibam se tem o perfil para ter um negócio próprio!

 

Bitnami