Unigran Capital

Curso de Nutrição: como saber se é o ideal para mim?

Curso de Nutrição: como saber se é o ideal para mim?

Você está às vésperas do vestibular e ainda não sabe qual caminho seguir? Ou já tem ideia do curso que pretende fazer, mas possui dúvidas sobre se essa escolha é a ideal? Se o curso de Nutrição é uma das suas opções, este post pode ajudar você a enfrentar o dilema da decisão.

A seguir, você vai conhecer um pouco mais sobre essa graduação, entender como funciona o curso superior de Nutrição, quais matérias compõem a matriz curricular e quais são os campos e possibilidades de atuação. A partir daí, será possível avaliar se essa opção se encaixa no seu perfil e nos seus objetivos profissionais. Vamos lá?

O curso de Nutrição

A graduação em Nutrição tem duração de 8 semestres (4 anos) e prepara o estudante para atuar no mercado profissional em diversas áreas, como clínicas, indústrias, laboratórios de pesquisa ou controle de qualidade, escolas, hospitais, restaurantes, hotéis e outros setores.

O objetivo do curso de Nutrição é oferecer um amplo conhecimento técnico e científico e capacitar os profissionais para atuarem nos cuidados com a saúde, priorizando a educação alimentar e nutricional.

Ao longo do curso, o aluno desenvolve competências e habilidades para realizar avaliações, diagnósticos e acompanhamentos de pessoas e grupos.

Ao término da graduação, o profissional pode planejar, executar e gerenciar programas alimentares e nutricionais, incluindo atividades como elaboração de cardápios e dietas e análise e gestão dos recursos materiais envolvidos.

A matriz curricular do curso, entre outras disciplinas, inclui:

  • Biologia Celular;
  • Epidemiologia;
  • Histologia e Embriologia;
  • Saúde Pública;
  • Anatomia;
  • Fisiologia;
  • Bioquímica de Alimentos;
  • Imunologia;
  • Parasitologia;
  • Psicologia;
  • Avaliação Nutricional;
  • Educação Nutricional;
  • Microbiologia;
  • Nutrição da Infância ao Envelhecimento;
  • Higiene e Vigilância Sanitária dos Alimentos;
  • Farmacologia;
  • Nutrição e Metabolismo.

Além da fundamentação teórica, a graduação prepara para a prática da profissão por meio de estágios supervisionados em diferentes áreas, como Nutrição Social e Nutrição Clínica.

As áreas de atuação para o nutricionista

O profissional formado nessa área trabalha para promover, recuperar e manter a saúde de indivíduos e comunidades, a partir de programas alimentares.

As atividades da profissão incluem avaliar o estado nutricional dos pacientes, elaborar dietas e prescrever suplementos quando necessário, realizar análise e controle de qualidade de alimentos e desenvolver e acompanhar pesquisas, entre outras atribuições.

O campo de atuação para o nutricionista é amplo e abrange segmentos variados. A seguir, vamos apresentar algumas das áreas com maior demanda para os profissionais de Nutrição e com maior procura do público.

Alimentação coletiva

O setor de alimentação coletiva é um dos que mais oferece oportunidades de trabalho para as pessoas formadas em Nutrição. Esse segmento inclui, principalmente, empresas e restaurantes.

As principais responsabilidades do nutricionista que atua nessa área são elaborar cardápios que contenham preparações saudáveis, com base na composição nutricional dos alimentos, e controlar a qualidade das refeições servidas.

Nutrição clínica

Com a crescente preocupação da sociedade em relação aos cuidados com a saúde e à adoção de hábitos saudáveis, o nutricionista se tornou um profissional bastante requisitado nesse cenário.

Os impactos da alimentação nas funções do organismo, assim como na estética, podem ser tanto positivos quanto negativos. Tudo depende da quantidade e da qualidade dos alimentos consumidos.

A obesidade, por exemplo, é um dos grandes problemas atuais da sociedade. O excesso de peso está associado a uma série de doenças, como diabetes, hipertensão e problemas cardiovasculares e respiratórios. O acompanhamento clínico com um profissional de Nutrição é essencial para o tratamento desse quadro.

O nutricionista clínico promove a reeducação alimentar, prescreve dietas de acordo com as necessidades de cada pessoa e realiza a orientação dos pacientes com base na avaliação nutricional e no diagnóstico.

Pessoas que precisam ganhar peso, pacientes que apresentam alguma alergia ou restrição alimentar, ou mesmo aqueles que apenas querem viver de forma mais saudável, também são acompanhados pelo nutricionista clínico.

Nutrição esportiva

O nutricionista que atua na área esportiva fica responsável por orientar a alimentação de atletas profissionais e de pessoas que tenham uma rotina intensa de exercícios físicos. Da mesma forma, praticantes iniciantes, que queiram acompanhamento para cultivar novos hábitos podem recorrer a esse profissional.

Criar dietas que melhorem a performance do atleta, com base nas necessidades energéticas e na intensidade dos exercícios e esportes praticados, é a principal tarefa do nutricionista esportivo.

Vale lembrar que, assim como a alimentação tem forte impacto sobre o desempenho nos esportes e sobre a forma física, ela também afeta a saúde em vários outros aspectos. Há, inclusive, profissionais de Nutrição que atuam como consultores nutricionais ou personal diet, realizando orientação individualizada e avaliando os efeitos dos hábitos alimentares na estética geral do paciente, como pele, cabelo e unhas.

Área da saúde

O graduado que atua nessa área pode trabalhar em hospitais e unidades básicas de saúde.

Na Nutrição hospitalar, o profissional acompanha a dieta dos pacientes internados, considerando seu quadro, suas necessidades nutricionais e restrições alimentares. Nesse contexto, o trabalho do nutricionista é desenvolvido em equipes multidisciplinares para avaliação correta de cada caso.

Na saúde coletiva, o profissional de Nutrição pode desenvolver e coordenar programas de atenção básica, como assistência e orientação nutricional à população, assim como acompanhar atividades relacionadas à vigilância sanitária.

Indústrias alimentícias

Nas indústrias alimentícias, o nutricionista pode desenvolver diferentes atividades, como elaboração de cardápio, controle de qualidade e supervisão na produção de novos produtos. De acordo com pesquisas de mercado e piso salarial, é na área industrial que existem as ofertas de trabalho mais lucrativas.

Outras atividades do nutricionista dentro das indústrias de alimentos incluem analisar e selecionar os nutrientes de alimentos que passarão por processos de industrialização e avaliar o teor calórico e o nível de sódio, açúcar, gordura, proteínas e carboidratos de cada produto que será processado.

Docência e pesquisa

Outra área muito promissora para o profissional graduado em Nutrição são as carreiras acadêmicas. Quem opta por seguir esse caminho pode trabalhar como professor em instituições de ensino superior ou auxiliar no desenvolvimento de pesquisas científicas. Para isso, é necessário aprofundar os conhecimentos e investir em cursos de alta especialização ou pós-graduação stricto sensu — mestrado e doutorado.

Depois de ter lido este post, você agora tem uma ideia mais clara de como é a graduação em Nutrição, quais disciplinas são estudadas, qual a preparação do aluno para a atuação profissional e em quais segmentos ele pode trabalhar.

Se você ficou interessado e acredita que o curso de Nutrição é compatível com o seu perfil, corresponde aos seus objetivos e é ideal para o seu futuro, não perca mais tempo: encontre uma universidade com tradição e qualidade e dê esse importante passo em direção ao seu sucesso profissional.

Quer mais informações sobre a graduação em Nutrição ou sobre nossos outros cursos? Entre em contato conosco! Nós vamos ajudar você a encontrar o melhor caminho.

Bitnami