Unigran Capital

Entenda o que é piso salarial e conheça o de 10 profissões

Entenda o que é piso salarial e conheça o de 10 profissões

Você já tem certeza de qual carreira pretende seguir ou ainda está em processo de escolha? Se as dúvidas estão dificultando a sua decisão, não entre em desespero. Essa etapa realmente exige uma avaliação cautelosa. Você deve levar em conta importantes aspectos, como aptidões pessoais, possibilidades de atuação profissional e piso salarial.

Neste post, vamos abordar os ganhos que você pode obter em algumas profissões. Continue a leitura e saiba o que é piso salarial e quais fatores podem alterar esse valor. Veja, também, uma lista com 10 carreiras e os respectivos pisos de cada uma. Boa leitura!

O que é piso salarial?

O piso salarial corresponde ao menor salário que um profissional de determinada categoria pode receber. Esse valor sempre deve ser maior que o salário mínimo nacional e pode variar de acordo com a região ou estado.

Em algumas profissões, o valor do piso salarial é definido por lei. Mas, na maioria das categorias, a negociação é feita por meio de convenções coletivas entre trabalhadores, empresas e sindicatos responsáveis, que podem reivindicar a modificação de normas e o reajuste dos valores no período conhecido como data-base.

É importante ressaltar que piso salarial não é a mesma coisa que salário. O piso, como dissemos, está relacionado aos valores mínimos que podem ser pagos a uma categoria específica de profissionais. Já o salário é a contraprestação pelos serviços prestados de modo geral, o que inclui o próprio piso, acrescido de hora extra, comissão, adicionais por trabalho noturno ou insalubridade etc.

Também vale lembrar que o piso é um salário inicial. Isso significa que, com o passar do tempo, o profissional pode ter ganhos mais altos. Fatores como experiências anteriores, tempo na empresa atual, cursos de especialização e a própria performance do trabalhador podem proporcionar aumentos salariais.

Quanto ganha cada profissional?

Para facilitar a sua escolha, vamos apresentar o piso salarial de 10 profissões, de acordo com informações do site salario.com.br, que usa como base de cálculo o salário de milhares de profissionais admitidos nos últimos 8 meses. Avalie se alguma das carreiras a seguir se encaixa nas suas opções:

1. Administração

O profissional de Administração trabalha em indústrias, comércios, instituições financeiras, entre outros campos. Suas principais atividades estão relacionadas ao gerenciamento e execução das atividades administrativas de uma empresa. O piso para essa categoria é de R$ 2.789,53.

2. Arquitetura e Urbanismo

O piso salarial do arquiteto urbanista é de R$ 4.098,33. Esse profissional atua na projeção, planejamento, construção, coordenação e organização de diversos espaços, sejam internos ou externos, incluindo casas, prédios e outras edificações.

3. Biomedicina

O biomédico estuda os microrganismos que causam doenças e investiga as formas de tratamento necessário, como vacinas e medicamentos. Também faz a análise de exames laboratoriais, entre outras funções. Ele pode trabalhar em hospitais, indústrias farmacêuticas, laboratórios e organizações públicas da área da saúde. O piso salarial dessa profissão é de R$ 1.776,89.

4. Ciências Contábeis

O profissional de Ciências Contábeis é responsável pela saúde financeira das empresas. Ele cuida dos investimentos, controle de gastos, planejamento e elaboração de estratégias para que as organizações mantenham a economia positiva. O piso para essa categoria é de R$ 2.747,78.

5. Enfermagem

Para os profissionais de Enfermagem, o piso salarial é de R$ 2.217,24. Os enfermeiros podem trabalhar em hospitais, clínicas e no atendimento domiciliar. Existe alta demanda no mercado de trabalho, já que a área da saúde não é afetada pela crise econômica, devido à sua necessidade para a população.

6. Fisioterapia

O fisioterapeuta emprega técnicas de exercícios e massagens na prevenção, tratamento e recuperação de pessoas com lesões causadas por acidentes, pacientes com desordens neurológicas e outras limitações. Também trabalha com atividades voltadas a grupos específicos, como idosos, gestantes e pessoas com deficiência. O menor salário para essa profissão é de R$ 1.719,20.

7. Nutrição

Os ganhos para um nutricionista são de, no mínimo, R$ 1.854,19. Esse profissional é responsável pelo acompanhamento e orientação alimentar e nutricional de indivíduos e empresas, e pode desenvolver atividades em clínicas, hospitais, escolas, indústrias, unidades esportivas, entre outras áreas.

8. Psicologia

O profissional formado em Psicologia investiga o comportamento humano e realiza tratamentos voltados à saúde mental. Há oportunidades em diversos campos, como Psicologia Clínica, Organizacional, Social, Escolar, Hospitalar, Forense, Neuropsicologia e muitos outros.

O piso salarial varia de acordo com a área de atuação. O psicólogo clínico, por exemplo, tem o ganho mínimo de R$ 1.713,61, enquanto um neuropsicólogo recebe, pelo menos, R$ 2.496,60.

9. Gestão Ambiental

O tecnólogo em Gestão Ambiental prepara o profissional para equilibrar a relação entre os seres humano e o meio ambiente. Ele atua no acompanhamento e gerenciamento do uso dos recursos naturais, visando sustentabilidade e preservação da biodiversidade. O piso salarial é de R$ 2.084,76.

10. Engenharia de Produção

O engenheiro de produção ocupa um cargo importante dentro da indústria. Suas atividades incluem a gestão dos recursos humanos e materiais da organização, assim como o gerenciamento da produtividade e, por consequência, dos lucros da empresa. O salário mínimo dessa categoria é de R$ 4.872,96.

O que faz um profissional ganhar mais?

Se você pretende conquistar posições mais altas e melhores salários, não pode se acomodar. Existem alguns fatores importantes para que o profissional consiga alcançar um retorno financeiro maior.

A experiência e a atuação em campos variados são pontos que interferem positivamente na média salarial. A maioria dos empregadores exige que os candidatos tenham experiência comprovada na vaga que pretendem ocupar. Já o fato de ter atuado em diferentes áreas é interessante porque abre o leque de oportunidades do profissional.

Outro fator importantíssimo para destacar o currículo do candidato e aumentar as possibilidades de ocupar cargos bem remunerados é a capacitação profissional. Cursos de pós-graduação — especializações, mestrado e doutorado — são essenciais para obter conhecimentos aprofundados em áreas específicas.

Outros cursos de atualização ou aperfeiçoamento de habilidades, como língua estrangeira, marketing pessoal, comunicação em público, liderança etc., também podem fazer uma boa diferença na hora de conquistar oportunidades lucrativas no mercado de trabalho.

Entendeu o que é piso salarial? Agora que você tem mais informações sobre as possibilidades de ganho em algumas profissões, fica mais fácil decidir qual carreira seguir. Lembrando que o ideal é apostar em um curso que atenda suas expectativas como um todo, ou seja, não basta escolher a graduação que pode proporcionar o salário mais alto, se ela não corresponder ao seu perfil e não trouxer satisfação pessoal.

Gostou do nosso post? Conseguiu ter um norte e decidir o caminho profissional que pretende seguir? Participe desse tema. Deixe o seu comentário abaixo!

Bitnami