Unigran Capital

Faculdade de Fisioterapia

Faculdade de Fisioterapia: descubra se o curso é o ideal para você!

Você está terminando o ensino médio e está em dúvida de qual carreira seguir? Nós sabemos muito bem que são muitos os cursos para escolher e que, nessa época, a gente não conhece o mercado de trabalho, então as dúvidas são normais.

Se uma de suas opções for a faculdade de fisioterapia, leia nosso texto e descubra se esse curso é o ideal para você!

No entanto, tenha em mente que a faculdade de fisioterapia apresenta, ao futuro profissional da área, disciplinas relacionadas à biologia do corpo humano. Então, é importante perceber se você tem interesse e familiaridade com essa matéria no ensino médio, pois noções de anatomia, estrutura muscular, fisiologia e doenças estão entre os principais focos acadêmicos da graduação.

Outro ponto a se levar em conta é a vontade de cuidar das outras pessoas. A fisioterapia visa melhorar a qualidade de vida dos pacientes. O profissional lida com idosos, adultos e crianças, portanto não pode ter qualquer tipo de constrangimento com essa proximidade. A faculdade também ensina estratégias para esse contato com os outros.

A seguir daremos mais detalhes sobre a profissão e suas áreas, além das particularidades da faculdade de fisioterapia. Confira!

O que é a fisioterapia

A fisioterapia cuida da prevenção, diagnóstico e tratamento de lesões ósseas e musculares. Essas lesões podem ter diversas causas, como acidentes, doenças, erros de postura e até alterações genéticas. A terapia visa melhorar a capacidade física do paciente, sempre dependendo da especificidade de cada diagnóstico.

O tratamento é feito por meio de técnicas que promovem o aperfeiçoamento físico necessário em cada caso. Os mais importantes meios são:

  • Massoterapia: explora técnicas de massagens;
  • Termoterapia: tratamentos que se utilizam de frio e calor;
  • Fototerapia: tratamento com o uso de luz;
  • Hidroterapia: exercícios na água;
  • Exercícios físicos: fortalecimento e recuperação muscular.

O mercado de trabalho

A fisioterapia é uma área cada vez mais valorizada, pois as pessoas têm se preocupado com a melhoria na qualidade de vida e na saúde. Esse crescimento também foi acompanhado pelas ações de divulgação da sua importância pela mídia, principalmente a fisioterapia esportiva.

Como é uma área da saúde com uma disputa menor por vagas do que a Medicina, a procura também cresceu significativamente, assim como o aumento de cursos e número de vagas nas faculdades de fisioterapia. Todo esse processo também resultou em uma maior competitividade no mercado de trabalho.

O fisioterapeuta deve, portanto, procurar sempre se qualificar e manter-se atualizados com as novidades do seu nicho de atuação. Para atuar na área é necessário ter graduação e registro no Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional.

É fundamental cursar uma faculdade de fisioterapia que proporcione um ensino sólido e de qualidade. Mas, além disso, o profissional deve constantemente buscar especializações, como cursos e pós-graduação.

As áreas que hoje são mais procuradas no mercado de trabalho são a fisioterapia esportiva e o atendimento em domicílio. Mas há muitas outras para o profissional se dedicar.

As áreas da fisioterapia

A fisioterapia possui hoje muitas possibilidades de atuação para os profissionais. A gameterapia, por exemplo, é uma área nova que se utiliza de jogos eletrônicos para estimular a recuperação e estimulação de pacientes com problemas neurológicos e ósseos. Outra vertente que ainda é pouco explorada é a de desenvolvimento de equipamentos para serem utilizados em terapia.

Fisioterapia na Unidade de Terapia Intensiva

O fisioterapeuta faz parte da equipe que atende os pacientes graves internados na Unidade de Terapia Intensiva (UTI). São diversos os momentos em que o profissional se faz necessário, como ao prestar suporte aos casos graves na reabilitação respiratória ou auxiliando no período pós-operatório para reduzir complicações motoras.

Fisioterapia Ortopédica

A fisioterapia ortopédica trata de pacientes que sofreram lesões como fraturas ou traumas, reabilitando a funcionalidade motora e reduzindo as dores. Essas lesões podem ser musculoesqueléticas, osteomioarticulares ou tendíneas.

Também podem ter origens diversas, como esforços repetitivos, vícios de postura, patologias ortopédicas, acidentes ou traumas resultantes de algum procedimento cirúrgico.

Fisioterapia Neurológica

A fisioterapia neurológica, também conhecida como fisioterapia neurofuncional, tem como objetivo a recuperação das limitações de movimentos ocasionados por doenças ou acidentes que afetaram o sistema nervoso, como doença de Parkinson, esclerose múltipla, hidrocefalia, paralisia cerebral, derrame cerebral, traumatismo cranioencefálico, entre outras.

Fisioterapia Esportiva

A fisioterapia esportiva trabalha com cada atleta individualmente, com equipamentos específicos para cada caso. O foco está no controle de lesões, buscando evitá-las o máximo possível, além de corrigir a postura dos atletas. Dessa forma, visa ao ganho de força e resistência nos músculos mais usados, dependendo do esporte praticado.

Fisioterapia Dermatofuncional

A fisioterapia dermatofuncional previne e reabilita o sistema tegumentar dos pacientes, ou seja, a pele. Os problemas podem ter origens em distúrbios metabólicos, dermatológicos, linfáticos, endócrinos ou no sistema osteomioarticular. Essa área, portanto, deve cuidar de disfunções como obesidade, flacidez, cicatrizes, estrias, entre outras.

Fisioterapia do trabalho

O fisioterapeuta do trabalho atua na prevenção e tratamento de lesões ocasionadas pela atividade profissional específica de cada paciente, como lesões em decorrência de esforço repetitivo (LER).

Além disso, auxilia no tratamento e reinserção dos trabalhadores que ficaram afastados devido a problemas físicos, e cuida daqueles que já possuem algum tipo de problema, como posturais, por exemplo.

Fisioterapia cardio-pneumo respiratória

A fisioterapia cardio-pneumo respiratória, ou simplesmente fisioterapia respiratória, cuida da prevenção e tratamento de doenças prejudiciais ao sistema respiratório. O tratamento visa à limpeza e drenagem de secreções nas vias respiratórias, além de auxiliar na correção postural, que pode levar a deformidades associadas a problemas respiratórios e circulatórios.

A faculdade de fisioterapia

A faculdade de fisioterapia oferece graduação na habilitação de bacharelado e tem duração média de 5 anos. A estrutura curricular do curso dispõe de disciplinas nas áreas de Biologia, Anatomia, Fisiologia e Saúde Pública. Na graduação, o estudante tem acesso às diferentes áreas de atuação, conhecendo a disciplina como um todo antes da especialização.

Esse estudo teórico se concentra principalmente nos primeiros anos do curso, em especial no primeiro. A partir do segundo ano começam as aulas práticas, e sua carga horária aumenta de ano a ano. É então que o estudante aprende as técnicas de massoterapia e termoterapia, por exemplo. Lembre-se de que o último ano da faculdade de fisioterapia exige estágio obrigatório.

Deu para perceber que a área da fisioterapia é muito ampla e possui diversas especializações. Esperamos que tenha ficado mais claro para você quais são as possibilidades da carreira, assim como a situação do mercado de trabalho.

Então, se você se interessou pelos detalhes e dinâmicas de uma faculdade de fisioterapia, talvez esse seja o curso ideal para você!

Ficou ainda com dúvidas? Para conhecer mais sobre a carreira e a faculdade de fisioterapia, entre em contato com a gente!

Bitnami