Unigran Capital

áreas da psicologia

Afinal, quais são as principais áreas da Psicologia?

Se você busca uma carreira focada na prevenção e no tratamento da saúde mental dos pacientes, como problemas emocionais e de comportamento, vai gostar da carreira de psicólogo. A graduação na área é do tipo bacharelado, dura 5 anos e o profissional encontra boas possibilidades em âmbito público e privado.

Mas não pense que sua atuação se restringe somente ao atendimento clínico, ou seja, no consultório — essa é apenas uma das áreas da Psicologia. A profissão oferece oportunidades para perfis bem diversificados e, assim, tem um mercado de trabalho bastante amplo.

Quer conhecer os segmentos nos quais o psicólogo pode construir a carreira? Confira nosso post e veja com qual campo de trabalho você mais se identifica!

Psicologia Clínica

O atendimento clínico é uma das áreas da Psicologia com maior demanda, tanto no serviço público como no privado. Assim, o psicólogo pode atuar em consultório próprio, clínicas ou ainda no atendimento de saúde mental municipal, por exemplo.

Na área clínica, o profissional atende pacientes de todas as idades, em sessões individuais ou em grupo (família, casal). Ele pode utilizar algumas abordagens para fazer a terapia, como a Psicanálise, Behaviorismo, Existencial-humanista, entre outras.

Nesse trabalho, o psicólogo faz, em primeiro lugar, uma entrevista com o paciente para conseguir entender como pode ajudá-lo. O atendimento ocorre por meio de uma conversa entre terapeuta e paciente e o objetivo é promover seu autoconhecimento, reduzir suas tensões, aliviar seu sofrimento psíquico e indicar formas para que ele possa viver melhor e enfrentar suas dificuldades.

Psicologia Educacional/Escolar

Uma das áreas da Psicologia é a educacional, em que o profissional atua em escolas. Seu trabalho é voltado para ajudar alunos que apresentem alguma necessidade, como dificuldade de aprendizagem, problemas de convívio social, entre outras situações. Ele pode também fazer uma intervenção preventiva, trabalhando com projetos em grupos para combater, por exemplo, o bullying.

O psicólogo pode auxiliar ainda os pais na melhor forma de orientar seus filhos ou atuar junto à direção definindo pontos do projeto pedagógico da instituição de ensino.

Se ele trabalhar em estabelecimentos que atendam alunos do Ensino Médio e pré-vestibulandos, pode ajudar na escolha da profissão com a aplicação de testes vocacionais.

Psicologia do Trabalho ou Organizacional

É um trabalho que ocorre no departamento de recursos humanos em empresas de setores e portes variados. O psicólogo pode atuar junto à direção e aos colaboradores, ao buscar meios de melhorar o clima organizacional ou ao elaborar projetos voltados para o bem-estar das equipes — o que melhora a qualidade de vida das pessoas, aumentando também a produtividade do negócio.

Suas atribuições também se voltam para a avaliação de desempenho do quadro de pessoal, projetos de retenção de talentos e de planos de carreira dos colaboradores. Além disso, a Psicologia Organizacional trabalha ainda em programas de recrutamento, analisando o perfil dos candidatos com avaliações ou aplicação de dinâmicas de grupo.

Psicologia do Esporte

Você sabia que uma das áreas da Psicologia está relacionada aos esportes? São psicólogos que trabalham com equipes profissionais com o objetivo de que técnicos, atletas e outros membros da equipe estejam preparados para lidar com problemas emocionais que podem ter um impacto negativo em seu desempenho.

Assim, eles aprendem a trabalhar melhor com a ansiedade, vencer os medos e entendem a importância do esforço da equipe para um melhor resultado.

Psicologia Hospitalar

O psicólogo encontra espaço também em ambiente hospitalar, prestando atendimento a pacientes e familiares, que estão passando por um momento delicado, e a profissionais da saúde, que enfrentam jornadas de trabalho longas e exaustivas.

Dessa maneira, oferecem suporte para que o paciente tenha mais segurança e confiança no tratamento, para que os acompanhantes e familiares se preparem para enfrentar uma situação difícil e para que médicos e enfermeiros saibam como lidar melhor com tensão nesse ambiente.

Psicologia Jurídica

Apesar de ser uma das carreiras da saúde, a Psicologia tem ampla atuação também no setor público, na área jurídica. São psicólogos que trabalham para o Tribunal de Justiça, Ministério Público e Defensoria Pública. Entre as funções desse profissional estão:

  • elaboração de laudos de processos judiciais que estejam relacionados a menores e famílias;
  • participação em processos de adoção com a realização de entrevistas e avaliações de famílias, crianças e adolescentes;
  • acompanhamento e avaliação de processos judiciais de família que envolvam a guarda de menores;
  • avaliação de famílias e crianças que vivem em situação de vulnerabilidade social;
  • orientação psicológica para detentos e familiares.

Psicologia Social

O psicólogo pode trabalhar ainda em entidades assistenciais, abrigos, ONGs, asilos etc. Nessa área, o atendimento ocorre individualmente ou em grupo. Além disso, ele pode propor atividades lúdicas e recreativas para esse público.

Pode ainda realizar pesquisas para entender a relação e comportamento do indivíduo atendido nesses locais e, assim, propor políticas voltadas para a comunidade.

Psicopedagogia

O psicopedagogo pode atuar em instituições de ensino ou consultórios e clínicas particulares. Ele estuda os processos de aprendizagem em várias fases da vida. Seu trabalho é voltado para intervenção diante das dificuldades que os alunos apresentem no momento de aprender.

Neuropsicologia

Uma das áreas da Psicologia é denominada neuropsicologia. Tem como finalidade pesquisar as relações entre o funcionamento do cérebro e fatores cognitivos e comportamentais. O neuropsicólogo realiza o acompanhamento e tratamento de pacientes com alguma disfunção ou transtorno cerebral, fornecendo suporte inclusive para o diagnóstico de qualquer comprometimento neurológico.

Psicologia do Trânsito

É um segmento no qual o psicólogo pode realizar diferentes funções, como:

  • avaliação do perfil de motoristas e futuros condutores;
  • realização de terapias para motoristas com traumas ou estresse pós-traumático;
  • ações educativas com funcionários de centro de formação de condutores;
  • projetos educativos com motoristas infratores e pedestres;
  • estudo sobre a relação do uso de drogas e comportamento do condutor.

Se você tem vontade de seguir essa carreira, saiba que há diversas oportunidades. Há muitas áreas da Psicologia com perspectivas promissoras para quem quer atuar no segmento da saúde — principalmente em aspectos relacionados ao comportamento e problemas emocionais dos indivíduos.

Gostou de conhecer mais detalhes dessa profissão? Se você busca uma instituição de ensino de qualidade para fazer essa graduação, conheça o curso de Psicologia da Unigran Capital!

Bitnami