Unigran Capital

estudar e trabalhar

Como estudar e trabalhar ao mesmo tempo sem se estressar?

Adaptar-se à vida universitária é, sem dúvida, o primeiro de muitos desafios da fase adulta. Na faculdade, você precisa planejar seus estudos, controlar sua agenda, ter pontualidade e fazer o bom e necessário “social”. Caso você deixe a casa dos pais, terá que encarar ainda a rotina doméstica e “se virar nos 30” com sua grana. E se tudo isso der certo, é capaz que você precise estudar e trabalhar.

Estressou só de pensar? Acalme-se, pois essa é a rotina de muita gente — e ela tem seu lado bom, já que você ganhará experiência de vida, algo que conta muito em um profissional. Afinal, aprenderá a ser uma pessoa bem articulada e proativa.

E para você não cair no desespero, este post vai falar sobre como trabalhar e estudar sem ter uma vida estressante. Com um pouco de planejamento e foco, haverá tempo para descansar e se divertir, sem perder seus compromissos nem prejudicar seu desempenho. Acompanhe as próximas linhas!

Quais são os desafios para conciliar estudo e trabalho?

A jornada dupla de trabalho e faculdade exige muita disposição e persistência. Em metrópoles como São Paulo, maior capital da América do Sul e 10ª maior cidade do mundo, essa rotina é realmente de tirar o sono.

Dependendo de onde o estudante morar, ele precisa sair de casa por volta de 5h da manhã, enfrentar vários modais de transporte coletivo (ônibus, metrô, trem) lotados e chegar bem-disposto para um dia inteiro de trabalho e estudos, que só deve terminar perto de 23h. Uma rotina que se repete de segunda a sexta-feira e pode se estender, inclusive, aos sábados.

Ou seja, pouco tempo para descansar e ter períodos livres. Além dos horários disponibilizados para essas atividades, o gasto financeiro para custear uma faculdade e tudo que a envolve (materiais, fotocópias, eventos etc.) é um fator que leva muita gente a desistir ou adiar esse investimento no próprio futuro.

Assim, estudar e trabalhar exige muito foco e inteligência emocional para lidar com as adversidades de uma rotina para lá de enlouquecedora.

O que fazer para estudar e trabalhar sem perder a cabeça?

Deixamos aqui algumas dicas para que a rotina de estudos e trabalho aconteça de maneira menos cansativa e estressante. Confira!

Organize suas tarefas acadêmicas e profissionais

Quanto mais organização, menos estresse. Se você tem uma rotina de atividades acadêmicas e profissionais em que nenhum minuto pode ser desperdiçado, planejamento é a palavra-chave para desempenhar bem todas as tarefas.

Para tanto, crie um calendário de atividades com todos os compromissos de trabalho e estudos. Preferencialmente, utilize um quadro ou planilha para separar os momentos de estudo, prazos para entrega de tarefas e datas de avaliação. O objetivo é que você não se perca com tantos afazeres e consiga dar conta sem se prejudicar.

Sem essa organização, o impacto da rotina pode lhe causar um tremendo desânimo, se não deixá-lo à beira de um ataque de nervos.

Otimize seu tempo

Além do seu planejamento diário, você precisa saber utilizar seu tempo para que a rotina se torne mais produtiva. Além de esquecer as redes sociais e o WhatsApp, existem técnicas para otimizar o tempo.

Uma dessas técnicas é a Pomodoro, criada nos anos 1980 pelo italiano Francesco Cirillo. Consiste em criar ciclos de 25 minutos com dedicação total a uma única tarefa. Ao fim de cada ciclo, é feita uma pausa de 5 minutos antes de iniciar o ciclo seguinte. A técninca Pomodoro tem os seguintes objetivos:

  • melhorar a concentração e diminuir interrupções;
  • melhorar a tomada de decisão;
  • aliviar a ansiedade;
  • aumentar e manter a motivação constante, sobretudo diante de situações complexas;
  • ampliar a determinação para atingir objetivos;
  • redefinir as estimativas de qualidade e quantidade;
  • melhorar o estudo ou o trabalho.

Trata-se de uma estratégia rigorosa, que nem sempre dá certo com pessoas que desejam ter mais liberdade ou necessitam de um tempo maior para se concentrar em seus afazeres. Porém, nesse caso, pode ser uma solução excelente, quando cada minuto é precioso.

Independentemente do método que você escolher, o importante é que ele mantenha o foco e garanta bem-estar para o corpo e a mente.

Faça uma gestão de prioridades

Com um tempo tão escasso, será inevitável abrir mão de algumas atividades para poder dar conta de tudo. Então, estabeleça quais são as suas atividades de maior prioridade, com base em prazos, grau de dificuldade e peso avaliativo.

Além disso, evite a procrastinação (na prática, é o mesmo que empurrar com a barriga). Quanto mais você adia alguma tarefa, mais o prazo se estreita. No fim, será uma correria que lhe roubará todos os horários de descanso e você terá de tomar muito café para dar conta do recado. Então, priorize o que é importante.

Converse com professores e colegas sobre sua rotina

Dialogar, além de ser uma importante ferramenta de negociação, cria uma relação emocional com as pessoas próximas de você e alivia as tensões. É importante que seus colegas mais próximos e os professores saibam de sua rotina.

Embora ninguém tenha nada a ver com seu cotidiano, se você explicar sobre suas dificuldades de conciliar a agenda do trabalho com a faculdade é bem provável que consiga negociar alguns prazos para tarefas importantes e até delegar algumas tarefas de sua responsabilidade, no caso de trabalhos em grupo. Dessa forma, você divide as tensões e ganha fôlego para prosseguir.

Reserve um tempo para descanso e lazer

Nunca deixe as atividades da faculdade para o final da noite, depois de um dia cheio. Nesse momento, você precisa descansar a mente e cuidar de si para não ir dormir com a cabeça cheia, o que literalmente vai tirar seu sono.

Volte a pensar sobre a otimização do tempo, sobre a qual falamos ali em cima. Aproveite espaços como almoço, trajetos longos no transporte coletivo, janelas entre uma aula de outra para realizar as tarefas. Assim, você pode se dedicar inteiramente ao seu momento de descanso, sem culpa.

Além disso, nem só de trabalho e estudo vive o homem. Todos temos o direito a momentos de lazer e descanso. Então, para que você tenha qualidade de vida e mantenha usa produtividade, dedique-se a atividades esportivas e culturais, ouça música, saia com os amigos e se permita ficar em casa de pijama o dia todo. Dessa forma, você renovará seu espírito para enfrentar com maior tranquilidade a rotina da semana.

Viu como é possível estudar e trabalhar sem querer jogar tudo para o alto? Com ações simples e um pouco de força de vontade, você vencerá essa fase conturbada e certamente construirá um futuro brilhante. Lembre-se de que são quatro anos que poderão definir uma trajetória inteira de sucesso e você, com certeza, não se arrependerá!

Curtiu este conteúdo? Então assine nossa newsletter e receba muitas dicas sobre carreiras e vida universitária!

Bitnami