Unigran Capital

profissional da saúde

Quer ser um profissional da saúde? Conheça as principais competências

Quem busca trabalhar em prol do bem-estar e qualidade de vida das pessoas tem o perfil de um profissional da saúde. E saiba que, além da Medicina, você pode se dar muito bem em outras áreas — como Fisioterapia, Farmácia, Biomedicina, Odontologia, Enfermagem, Psicologia, Nutrição e Educação Física.

O campo da saúde é muito amplo e conta com boas oportunidades profissionais seja qual for a carreira que você escolher. Basta pesquisar com calma as opções de cursos, com atenção à grade curricular para descobrir aquele que mais combina com você.

Mas será que trabalhar nessa área é para qualquer um? Quer saber as competências que você precisa ter ou desenvolver para ser um bom profissional da saúde? Acompanhe nosso post!

Habilidade para lidar com pessoas

A primeira característica para que você trilhe uma carreira de sucesso é ter habilidade para lidar com pessoas. Você vai trabalhar para atender o outro e, desse modo, é preciso saber ouvir, ter paciência, ser didático e, principalmente, saber como acolher o indivíduo.

Pacientes e familiares, muitas vezes, estão fragilizados e precisam de uma atenção especial do profissional da saúde. Dessa maneira, para exercer um bom trabalho, a dica é realizar um atendimento humanizado, demonstrando que você está ali para ajudar.

Resiliência

Sabemos que o ambiente de trabalho de um profissional da saúde é, em muitos casos, estressante. Então como conseguir dar o seu melhor sem se abater? Sendo resiliente! A resiliência é a competência que muitas pessoas têm de saber como se sair bem mesmo em momentos de muita pressão e tensão.

É a capacidade de equilibrar razão e emoção, ou seja, conseguir respirar fundo e pensar em soluções para resolver os problemas. O profissional resiliente enxerga os desafios como aprendizado, demonstra flexibilidade e consegue separar a vida pessoal da profissional.

Além disso, está aberto para ouvir feedbacks negativos e, com isso, melhorar ainda mais o seu trabalho.

Foco

Ter foco no trabalho é essencial para quem quer se tornar um profissional da saúde. Dependendo da carreira escolhida, um erro pode trazer sérios prejuízos para a vida de um paciente.

Dessa maneira, ao escolher essa área, saiba que você deverá ser extremamente comprometido, realizar todos os procedimentos com muita atenção e aprender a gerenciar sua rotina para conseguir realizar suas funções com o máximo de eficiência.

Comunicação

O profissional deve ter habilidade de comunicação — seja com pacientes e familiares, outros membros da equipe ou ainda com fornecedores de materiais. Dessa maneira, é importante transmitir as informações de forma clara e gentil (seja escrito ou falado), saber ouvir, além de dar e receber feedbacks.

É fundamental entender a importância da comunicação para trabalhar em harmonia com os outros colaboradores e, dessa forma, garantir a qualidade nos serviços prestados — o que inclui, em muitos casos, a segurança do paciente.

Empatia

Muito se fala hoje da importância de ter empatia e, quando se trata de trabalhar com saúde, essa competência é extremamente valorizada. O profissional deve saber se colocar no lugar do outro e, dessa forma, entender suas angústias, medos e dúvidas em relação a um tratamento, por exemplo.

A empatia também vai facilitar o trabalho em equipe, já que o profissional se mostra disponível para ajudar um colega em dificuldade — o que se reflete na eficiência do serviço prestado. Essa habilidade é necessária também para evitar atritos entre os colaboradores.

Facilidade para trabalhar em equipe

Nos tópicos anteriores, citamos bastante o trabalho em equipe, pois essa é uma realidade para profissionais da saúde. Médicos, enfermeiros, fisioterapeutas e nutricionistas, por exemplo, trabalham juntos, por isso é fundamental:

  • respeitar o trabalho do outro;
  • saber reconhecer os erros;
  • saber lidar com pessoas de perfis diferentes do seu;
  • mostrar-se disponível para ajudar o colega sempre que precisar;
  • comunicar-se de forma clara;
  • ser humilde.

Proatividade

Outra competência que deve fazer parte do perfil de quem busca atuar no campo da saúde é a proatividade. Isso significa antever situações, fazer mais do que apenas está restrito a sua função e saber tomar decisões rápidas.

O profissional proativo é extremamente comprometido com seu trabalho, tem uma visão geral de todos os processos e, assim, sabe como agir rápido ou propor soluções. Em outras palavras — é o indivíduo que tem atitude!

Dedicação

Por fim, devemos destacar que o profissional da saúde deve ser dedicado. Mas não estamos falando apenas de ser pontual e cumprir todas as suas funções com eficiência — é preciso ser dedicado também com a sua carreira.

E, por isso, essa competência deve começar ainda na faculdade. É importante se dedicar aos estudos e pesquisas, buscar outras fontes de informação e não deixar as dúvidas passarem em branco.

Além disso, é necessário ser comprometido com o estágio e aproveitar a oportunidade para aprender com profissionais mais experientes.

Aprimoramento e atualização

Depois de formado, você pode crescer profissionalmente ao buscar sempre o aprimoramento e atualização. A área da saúde é muito dinâmica e a todo momento surgem novas técnicas e equipamentos. Dessa maneira, é preciso que você esteja a par dessas tendências e aberto a novos aprendizados.

Considere fazer treinamentos e cursos de pós-graduação — como a especialização — para que adquira mais conhecimento e habilidades específicas que vão ampliar seu campo de atuação.

Se possível, acompanhe publicações especializadas da sua área e participe de eventos — como palestras, workshops e congressos.

Ser curioso e gostar de estudar são competências fundamentais para que você se destaque no mercado de trabalho, seja reconhecido por supervisores e outros colegas e, principalmente, consiga realizar seu trabalho com bastante qualidade.

Se você quer se tornar um profissional da saúde, já sabe quais são as características que precisará desenvolver para trilhar uma trajetória de sucesso. Mas não desanime caso perceba que seu perfil não se encaixa totalmente com todas essas habilidades. Aos poucos, com a faculdade e experiência profissional, você vai adquirindo essas competências, o que certamente vai aperfeiçoar o seu trabalho.

Gostou do nosso post? Está interessado em trabalhar com a saúde das pessoas? Se tiver algum questionamento sobre os cursos superiores nessa área, deixe seu comentário no post que, em breve, responderemos!

Bitnami