Unigran Capital

Plano de carreira: qual é a sua importância e como montar um?

Você está no final do Ensino Médio. Quer cursar uma faculdade, mas não sabe qual é a profissão ideal. Precisa organizar tudo, tomar decisões importantes e está sob pressão. Acalme-se, pois ter um plano de carreira individual definido pode ser uma saída formidável para encontrar seus objetivos.

E pensando em ajudá-lo nesse momento crucial para uma vida adulta de autorrealização, fizemos este post. Nele, vamos explicar a importância de ter um plano de carreira, dar dicas para você criar o seu e demonstrar algumas ferramentas para que possa construí-lo. Continue conosco!

Por que montar um plano de carreira

Vislumbre a construção de sua trajetória profissional, independentemente se você quer trabalhar numa grande corporação, ser autônomo ou se tornar um empresário. Um plano de carreira individual consiste em todos os conhecimentos, habilidades, competências e projeções que você deve conquistar ao longo de um período de tempo, com cada etapa definida.

E como você está tentando responder àquela famosa pergunta que lhe fizeram na infância, “o que você quer ser quando crescer?”, construir um plano de carreira ajuda muito a ter uma visão clara e objetiva do seu futuro. É como ter um mapa com o ponto de partida, o destino e todos os trajetos obrigatórios e rotas alternativas que o farão chegar lá.

Sem um plano de carreira individual, é como estar num barco à deriva. Pode até ser que consiga navegar para onde deseja, mas as chances de alcançar o ponto exato são muito menores e bem mais trabalhosas.

5 passos para montar o seu plano de carreira

Em resumo, ter um plano de carreira individual é determinar um alvo e saber atingi-lo. Para isso, elencamos 5 passos que você deve considerar na construção de seu plano de carreira individual. Confira:

1. Entenda seu momento e pense em objetivos e metas claros

Já que você está se sentindo perdido, nada melhor do que começar fazendo uma autorreflexão. Se nunca ouviu falar nisso, é simples. Você precisa destinar um tempo para se conhecer, compreender seus gostos, aptidões, habilidades e o que o deixa realmente feliz. Enfim, descobrir sua vocação.

Mas o que isso tem a ver com a carreira? Bem, se você está a ponto de escolher uma profissão, é possível que você não queria cometer um erro e desistir no meio do caminho, tampouco se tornar um profissional frustrado para o resto da vida, certo? Então, ao compreender o que transformaria seu trabalho na coisa mais prazerosa do mundo, fica mais fácil traçar objetivos e metas claros.

Veja alguns exemplos de objetivos:

  • graduar-se em Medicina, com especialização em Neurologia;

  • ter minha própria clínica;

  • conseguir comprar uma casa confortável;

  • oferecer boas condições financeiras para minha família.

E, agora, algumas metas para isso:

  • passar na faculdade de Medicina;

  • fazer doutorado;

  • aprender a falar 5 idiomas;

  • ir a quatro congressos e feiras profissionais por ano;

  • estudar técnicas de liderança.

2. Veja quais conhecimentos e habilidades deverá conquistar

Como você viu nos exemplos de metas e objetivos acima, para conseguir a ascensão profissional e se tornar respeitado no mercado, precisa adquirir uma série de conhecimentos e habilidades técnicas.

Por isso, comece por decidir qual curso mais o agrada e busque uma universidade de excelência. Feito isso, determine quais são os conhecimentos necessários para chegar ao posto desejado. Inclua na lista:

  • programas de intercâmbios;

  • estágios em grandes empresas;

  • cursos de pós-graduação;

  • conhecimentos de informática;

  • participação em projetos científicos, e o que mais quiser.

3. Desenvolva competências comportamentais

Um profissional respeitado se torna referência para outros profissionais e clientes. Por isso, precisa transmitir uma imagem de segurança, ter boa articulação, extroversão, liderança e inteligência emocional para lidar com as adversidades do cotidiano, além de uma excelente rede de contatos (networking).

É claro que algumas pessoas já têm propensão natural para alguma das habilidades citadas, mas isso não significa que estejam totalmente preparadas para encarar a competição do mercado. Por esse motivo, os chamados profissionais de coaching estão fazendo o maior sucesso. Eles ajudam no desenvolvimento de tais habilidades e permitem que as pessoas consigam conquistar o respeito desejado.

4. Crie uma linha do tempo e defina datas para cada etapa

Essa estratégia é muito importante para que você não deixe seu plano de carreira “solto demais”. Ao determinar um prazo para o cumprimento de cada etapa do seu planejamento, você cria um senso de urgência e se autocondiciona a não desanimar no meio do caminho.

Além disso, a linha do tempo é importante para que você veja tudo que já construiu e sinta orgulho de si mesmo. Isso serve também como fator motivacional para continuar perseguindo seus sonhos.

5. Mantenha a disciplina, mas saiba que é provável ter que fazer adaptações

Ser disciplinado é uma das principais regras para alcançar o sucesso profissional. Ajuda a manter-se no trilho e focado. No entanto, como você está traçando um planejamento com etapas a serem cumpridas em curto, médio e longo prazos, é importante ter flexibilidade e saber que há grandes chances de serem necessárias mudanças de percurso ou de ter de incluir itens que você não tinha pensado inicialmente.

Além disso, a flexibilidade é importante para que você não se culpe caso queira redesenhar todo o seu plano de carreira. Afinal de contas, você também passará por um período de identificação e tem o direito de mudar os objetivos iniciais, caso chegue à conclusão de não ter feito as melhores escolhas. Então, o lema é: “Mudar se for preciso, mas desistir jamais!”.

Ferramentas que vão ajudar a construir seu plano de carreira

Sinta-se como um estrategista no mercado de trabalho e se divirta com essas ferramentas para construir seu plano de carreira. Veja só:

1. SMART

Essa sigla é uma analogia à palavra “esperto”, em inglês. A ideia é que você trace objetivos realistas, que possam ser medidos e analisados para saber se foram atingidos ou não. Além disso, você define prazos e pode verificar a necessidade de mudanças. Veja o que cada letra significa:

  • Specfic (específico) — os objetivos precisam ser claros e bem específicos para que seu cérebro os compreenda e se organize para cumpri-los. Então, evite coisas muito amplas ou pouco definidas.

  • Mesurable (mensurável) — para ser específico, um objetivo também tem que ser mensurável. Por isso, precisa ter um parâmetro e ser tangível.

  • Attainable (atingível) — logo, seus objetivos têm que ser atingíveis. Não adianta escrever “ser o presidente da república” e não ter metas pontuais até chegar lá.

  • Realistic (realista) — sonhar vale, desde que esse sonho seja possível. Então, seus objetivos precisam fazer parte do mundo real. Para isso, volte à primeira dica, em que falamos sobre autoconhecimento, e analise seus pontos fortes e fracos.

  • Time Bound (tempo) — o que dissemos há pouco aplica-se aqui. Você tem que destinar o tempo necessário para cada uma das etapas do plano de carreira. “O tempo é o senhor dos sábios”.

2. Análise SWOT

Essa é outra ferramenta excelente para que você trace seu plano de carreira. Trata-se de uma síntese das forças internas (você) e externas (o meio). SWOT também é uma sigla. Veja o que significa:

  • Strenghts (forças) — elenque seus pontos fortes, aquilo que você sabe fazer bem e que poderia lhe dar prazer como profissional.

  • Weaknesses (fraquezas) — aqui é o contrário. Tenha humildade e reconheça aquilo em que você não é tão bom.

  • Opportunities (oportunidades) — veja o que está em alta no mercado de trabalho, as novas profissões que estão surgindo e como elas podem ser uma oportunidade de destaque para você.

  • Threats (ameaças) — estude o que pode atrapalhar seus planos e se prepare para enfrentar essas ameaças.

Aposto que, se você chegou até aqui, está muito mais confiante e pronto para começar agora a montar seu plano de carreira! Então, aproveite a inspiração e mãos à obra. Mas, antes, compartilhe este post nas suas redes sociais e troque experiências com seus amigos!

 

Bitnami