Unigran Capital

Humanas, exatas ou biológicas: como escolher sem errar?

Em algum momento você já deve ter ouvido alguém dizer que quem é de humanas não sabe fazer contas ou que gente de exatas só sabe estudar. Pois é, é comum ouvir brincadeiras sobre as áreas e seus respectivos cursos. Deixando as piadas de lado, os grupos de conhecimento realmente são divididos em três áreas — humanas, exatas ou biológicas.

Geralmente, os alunos costumam se identificar mais com uma do que outra, alguns têm mais facilidade com português e história, enquanto outros preferem a matemática e a física. Saber com qual delas você tem mais afinidade, apesar de não definir com exatidão o melhor curso e faculdade, fará um filtro de profissões que mais se adequam à sua personalidade, facilitando sua escolha.

O artigo de hoje falará mais sobre esse assunto e dará dicas de como escolher e qual delas é o seu perfil. Boa leitura!

Humanas, exatas ou biológicas: entenda as diferenças

Antes de cursar a faculdade, o primeiro passo é conhecer as diferenças entre as áreas para que você possa definir com qual delas você combina mais e, assim, escolher o curso mais adequado.

Para quem tem mais facilidade com números e gosta de matérias como matemática, física e química, a área de exatas é a mais indicada. O foco aqui é a precisão, cálculos, formulação e comprovação de hipóteses por meio de números. Ela é formada por cursos como administração, ciências contábeis, as engenharias — mecânica, eletrônica, civil, química etc. —, física, matemática, ciência da computação e logística.

Já a área de humanas é direcionada para pessoas que gostam de história, português, geografia, filosofia e sociologia. As ciências humanas estudam e compreendem o comportamento humano e a ação dele no meio, buscando as melhores formas de viver social e individualmente. Essa área envolve cursos como psicologia, direito, letras, ciências políticas, áreas de marketing e jornalismo.

E por fim, a área biológica é aquela que estuda o meio ambiente e todos os seres vivos. Os cursos relacionados a essas áreas estudam o funcionamento dos seres em todos os níveis — atômico, molecular e em graus mais elevados. Cursos como medicina, nutrição, enfermagem, medicina veterinária, biomedicina, estética, biologia, educação física e fisioterapia são algumas opções.

O perfil dos alunos para cada área

Como foi dito, na maioria das vezes, o aluno já apresenta alguma inclinação para uma determinada área, baseando-se nas matérias que ele tem mais facilidade para aprender. Usando essa lógica, é comum notar que os estudantes apresentam perfis de acordo com sua área de maior afinidade: humanas, exatas ou biológicas. Confira um pouco mais sobre esses perfis e veja com qual deles você mais se identifica:

O aluno de humanas

Os estudantes de humanas geralmente apresentam facilidade e gosto por leitura, seja ela qual for. Esse hábito é essencial para a faculdade, pois os cursos dessa área exigirão que o aluno leia muito. As ciências humanas falam muito sobre cultura, artes, política e os direitos sociais, então, um estudante com esse perfil gosta de debates, atividades culturais, cinema e tudo relacionado a atualidades.

Além do gosto pela leitura, a área de humanas também é muito focada em comunicação e compreensão comportamental, portanto, esses alunos são, geralmente, muito questionadores e com boa capacidade reflexiva sobre acontecimentos sociais.

O aluno de exatas

Esse perfil de estudante é aquele que possui um bom raciocínio lógico e gosta de resolver problemas complexos. Não precisa ser uma regra, mas alunos dessa área costumam gostar de tecnologia e tudo relacionado a ela.

Estudantes com afinidade em exatas entendem teoremas matemáticos e fórmulas físicas como ninguém, portanto, se esse é o seu caso, você deve considerar os cursos relacionados a essa área.

O aluno de biológicas

Os alunos com esse perfil são aqueles que gostam de fazer pesquisas e ter contato com o material pesquisado. Se interessam pelo meio ambiente, suas transformações e como isso afeta a vida do planeta. O mais importante: quem quer seguir a área da saúde tem um grande desejo de ajudar os outros e de descobrir soluções para problemas ambientais.

Afinidade entre as áreas

Definir sua área de afinidade não deve ser visto como uma receita de bolo. Não é porque você é bom em matemática que precisa ser engenheiro. Muitos cursos exigem múltiplas qualidades, por exemplo, para muitos, o curso de arquitetura é visto como um curso de exatas, no entanto, se esquecem de que ele também exige um bom conhecimento de artes e criatividade.

Um médico, além de excelente conhecimento em química e biologia, precisa ter habilidades em cálculo e sensibilidade para lidar com os problemas sociais de seus pacientes. Sendo assim, considere que a maioria dos cursos exige qualidades das três áreas — humanas, exatas ou biológicas. É importante que você pesquise bem sobre cada curso antes de escolher. Talvez aquele que você pensava não ter afinidade pode se tornar o curso certo.

Como escolher entre humanas, exatas ou biológicas

Escolher entre humanas, exatas ou biológicas não precisa ser uma dor de cabeça. Na verdade, é um processo que exige uma autoanálise para definir suas próprias qualidades e gostos. Para isso, você pode começar criando uma lista com tópicos que facilitarão esse processo:

  • quais são as minhas matérias prediletas?
  • prefiro ler e escrever ou resolver problemas matemáticos?
  • sou uma pessoa comunicativa?
  • ver sangue ou mexer com terra e animais me incomoda?
  • entendo de tecnologia e tudo relacionado a ela?

Essas são apenas algumas sugestões. Seja criativo e faça suas próprias perguntas, dessa forma, você consegue ter uma ideia das suas preferências. Com essas respostas, você pode ir para o próximo passo que é fazer um teste vocacional.

O teste pode lhe dar indicações de cursos usando suas afinidades como referências. O teste também pode ajudar a definir o seu perfil, se você faz parte do time das humanas, exatas ou biológicas. Esse método é muito eficiente e pode ser feito tanto com um psicólogo como pela internet.

Identificar o que você mais gosta de fazer é o caminho para uma decisão acertada, não se apegue tanto às pretensões familiares e sociais. As pequenas coisas que lhe dão prazer no dia a dia podem dar indícios do curso que mais fará você feliz.

Seja na área de humanas, exatas ou biológicas, o que importa é escolher o curso que mais trará realização. Faça um teste vocacional e leia muito sobre os cursos, pois informação e conhecimento são a principal forma de acertar na escolha.

E aí, o que achou do nosso artigo? Saber se o seu perfil é de humanas, exatas ou biológicas pode facilitar sua escolha, não é mesmo? Então, compartilhe este post nas suas redes sociais e ajude seus amigos que também estão com essa dúvida!

Bitnami