Unigran Capital

Como escolher uma faculdade: 6 passos para não errar

Como escolher uma faculdade: 6 passos para não errar

Onde você vai estudar nos próximos anos da sua vida? Tão importante quanto se preparar para o ENEM e definir o que cursar é começar a selecionar instituições de ensino superior que ofereçam uma formação de qualidade. Mas como escolher uma faculdade ideal?

Para garantir um diploma de graduação que seja respeitado e faça diferença no seu currículo, listamos 6 passos para você tomar a melhor decisão. Confira!

1. Pesquise online

Houve um tempo em que pesquisar envolvia lidar com pilhas de materiais, falar com muitas pessoas e gastar bastante sola de sapato. Com a internet, tudo mudou! Em apenas uma tarde, é possível fazer um passeio virtual por todas as faculdades de seu interesse. Mas, para que essa busca seja produtiva, é importante estar atento a alguns detalhes.

Organize sua pesquisa em uma tabela. Coloque na primeira coluna o nome das instituições e na primeira linha os seguintes quesitos: site, cursos oferecidos, oportunidades, infraestrutura e pós-graduação. Vamos explicar melhor o que levar em consideração em cada um desses pontos.

Site

Verifique se ele tem sido atualizado e possui informações importantes. Esse cuidado mostra a preocupação da faculdade em estar constantemente atualizada e aberta a informar ao público de suas atividades e certificações de qualidade. Você também pode aproveitar para checar se existe uma área de aluno, serviço de busca on-line da biblioteca entre outros tipos de interação virtual.

Cursos

Confira os cursos oferecidos e se o que você escolheu está nessa lista. Veja também se existem outras possibilidades que o agradam (é sempre bom ter um plano B!). Em seguida, veja quais as modalidades oferecidas (bacharelado, licenciatura, tecnólogo), se são presenciais, semipresenciais ou EAD.

Oportunidades

Procure no menu, e também nas notícias divulgadas, quais as oportunidades oferecidas. Veja se há participação dos professores e alunos dessa faculdade em pesquisas e congressos, programas de estágio e emprego, bolsas de estudo, projetos sociais etc. Essas possibilidades podem enriquecer seu currículo!

Infraestrutura

Dê uma boa olhada nas fotos para ter uma noção do espaço oferecido pela faculdade. Veja a biblioteca, os laboratórios, salas de aula, áreas comuns… Também é o momento de checar a distância de sua casa e/ou seu trabalho para calcular o tempo que vai gastar com transporte. Esse primeiro passeio virtual é uma peneira. Suas instituições finalistas merecem uma visita! Mas falaremos sobre isso mais adiante.

Pós-graduação

Oferecer possibilidades para aprofundar os estudos de seus alunos mostra o comprometimento da instituição não só com o ensino, mas também com o mercado de trabalho. Acesse a área de pós-graduação da instituição para ver os cursos oferecidos e já começar a pensar em projetos de longo prazo.

2. Verifique a recepção do mercado de trabalho

O lugar onde você vai cursar sua faculdade também pode abrir as portas para uma oportunidade de emprego! Além de checar se a instituição oferece formas de inserção no mercado (parcerias para estágios ou programas trainee em empresas e centrais de direcionamento profissional), faça uma pesquisa no LinkedIn . Digite lá o nome da instituição e veja como anda a vida profissional de seus ex-alunos.

3. Confira as notas do MEC

Antes de fazer sua inscrição em qualquer faculdade, é importante saber se ela é bem avaliada pelo Ministério da Educação (MEC). Esses indicadores oficiais, que são elaborados pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), verificam a qualidade das instituições por meio do Conceito Preliminar de Curso (CPC), Índice Geral de Cursos (IGC) e o Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade).

Basicamente, o CPC avalia a qualidade do curso. Nele, são verificados corpo docente, infraestrutura, desenvolvimento dos alunos e recursos didático-pedagógicos. Já o IGC faz uma média de todas as notas do CPC obtidas pela graduação e os conceitos da CAPES dados aos programas de pós-graduação. Em outras palavras, ele mostra se a faculdade ou universidade é boa como um todo. Por fim, o Enade comprova se os alunos que se formam tendo aprendido de fato o que o curso ensina.

4. Avalie pessoalmente a infraestrutura

Depois da conferência online, somando suas impressões sobre a instituição com as do mercado e do MEC, é hora de fazer uma primeira seleção e começar as visitas! Apesar das fotos disponíveis na internet darem uma boa noção do que esperar, muitas vezes a expectativa não condiz com a realidade.

Aproveite para verificar de perto algumas coisas que a internet não conta para você:

  • A alimentação oferecida na cantina é de qualidade e tem preço bom?
  • Qual a situação dos laboratórios?
  • As salas de aula oferecem recursos multimídia atualizados?
  • Os computadores e programas das salas de informática são bons de acordo com o seu curso?
  • A biblioteca, além do acervo, oferece espaço para estudar e fazer trabalhos em grupo?
  • Como funciona o estacionamento (caso precise ir de carro ou moto)?
  • O lugar é seguro para chegar e sair?

5. Procure referências sobre os professores

De acordo com a lei, o corpo docente de uma faculdade precisa ser composto por, no mínimo, um terço de mestres e doutores. Quanto maior esse percentual, melhor para a sua formação. Também é bom olhar o currículo dos professores, tanto no LinkedIn (que vai trazer mais informações sobre o mercado), quanto na Plataforma Lattes do CNPq (na qual você encontra mais dados sobre a formação e produção acadêmica dos professores).

6. Pense no custo-benefício

Depois de avaliar todos esses itens que apresentamos, é preciso ponderar os custos envolvidos. Existem muitas instituições com mensalidades baratas que, ao final do curso, vão oferecer a você um diploma de graduação — mas isso não vai garantir que ele seja bem aceito no mercado de trabalho. No fim das contas, é um barato que pode custar caro!

É por esse motivo que colocamos isso como o último critério a ser analisado! É claro que é muito importante encontrar o equilíbrio nesse momento, mas também é a hora de encontrar soluções para investir no seu futuro.

Repense suas contas pessoais e procure meios de economizar. Boas instituições de ensino superior também oferecem programas de descontos, financiamentos e bolsas, além de estágios e outras oportunidades que podem melhorar a sua renda.

Agora que você já sabe como escolher uma faculdade, pode compartilhar conosco suas experiências e contar sobre seu processo de decisão. Deixe seu comentário no post!

Bitnami